Você sabe quanto vale a sua empresa? A maioria dos empresários não sabe mensurar o valor de seu ativo e só se dão conta disso quando decidem vender ou ao receberem uma proposta de compra.

Por que saber o valor de mercado da sua empresa?

Imagine uma situação muito comum no mercado: o empresário abre a sua empresa, investe recursos financeiros e inteligência no negócio, trabalha duro, até que chega um dia em que ele decide vendê-lo.

O primeiro passo para vender sua empresa é saber quanto ela vale. Isso irá preveni-lo contra duas armadilhas referentes ao valor de mercado da empresa:

  1. Se iludir imaginando um valor muito além do valor de mercado efetivo ou então receber uma proposta baixa
  2. Achar que é um bom montante de dinheiro, sendo que na realidade as cifras oferecidas estão bem aquém do valor de mercado real.

Por isso, é importante apurar o verdadeiro valor do negócio para alinhar as suas expectativas com a realidade.

Como saber o valor de sua empresa?

Conheça o valuation.

Primordialmente, toda a empresa possui um valor de mercado, independentemente se ela é de grande, médio ou pequeno porte. Mas afinal, como saber o valor real de sua empresa? 

Esse processo de avaliação do valor é mais conhecido no mercado como Valuation.

Diversas empresas especializadas oferecem esse serviço, que se utiliza de várias metodologias para fazer o cálculo do valor de mercado real de uma empresa.

As duas mais utilizadas são: FCD (Fluxo de caixa descontado) e Múltiplo de EBITDA.

O Fluxo de caixa descontado (FCD) é um método de avaliação de ativos (empresas, negócios, marcas, etc) com base nos fluxos de caixa futuro que pode gerar, descontando-se um risco estimado.

EBITDA é a sigla em inglês para earnig before interest taxes depreciation amortization (resultado antes de deduzir despesas, juros, IRPJ / CSSL, despesas de depreciação e amortização).

Por fim, no método de múltiplo de EBITDA, é feita uma análise das fusões e aquisições recentes do segmento e calcula-se um valor de múltiplo que é aplicado ao valor do EBITDA da empresa em questão para se chegar ao valuation.

Quais informações são necessárias?

Cadastrais

Para começar, é importante reunir os dados cadastrais da empresa como: Razão Social, CNPJ, nome fantasia, CNAE ou código de atividade da empresa e objeto social conforme contrato social ou estatuto.

Em seguida, também são necessários os dados cadastrais dos sócios: nome completo e percentual de participação no capital social. Além do faturamento, o número de funcionários, bem como, o enquadramento fiscal ajudam a definir o porte da empresa.

Ter um histórico com um breve relato sobre a trajetória da empresa desde sua fundação, também ajuda a fornecer dados usados no valuation.

Como por exemplo: o lançamento de novos produtos, alguma parceria estratégica que impactou no faturamento ou até mesmo a inauguração de uma nova filial.

Todos estes dados permitem aos analistas visualizar a evolução da empresa e assim traçar um cenário mais completo para a definição do valor de mercado real.

Mercado e concorrência

O empresário precisa saber quais são seus principais produtos ou serviços e quanto eles representam em percentual no seu faturamento. O ideal é ter essa informação pelo menos dos últimos 2 anos de atividade.

É igualmente importante saber com clareza quais são seus maiores clientes, bem como os principais segmentos de atuação e canais de venda: equipe própria, representantes, telemarketing, e-commerce ou outros pontos de contato.

É essencial também a empresa ter a concorrência mapeada e se possível ter dados de market-share, para visualizar de forma clara, o tamanho do mercado e a participação de cada empresa. Estes dados permitirão a empresa se autoavaliar em relação aos concorrentes.

Reconhecer os pontos fortes e fracos ajuda não só a descobrir o valor de mercado da empresa, mas é um exercício necessário para a sobrevivência e crescimento.

Informações Financeiras

Empresas grandes e médias apresentam seu DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) e Balanço Patrimonial. Algumas pequenas também possuem esse documento, no entanto a grande maioria não recebe essas informações de sua contabilidade.

Nesses casos, a empresa pode apresentar seus controles de faturamento, despesas e dívidas. Ou seja, quanto mais completo e detalhado, melhor.

Dessa forma, todas essas informações básicas são necessárias e primordiais para constar no estudo que ajudará a definir o verdadeiro valor de mercado no processo de valuation.

Outras análises

Enfim, para realizar um levantamento mais preciso, a empresa contratada para fazer o valuation, irá analisar todo o macroambiente e traçar um paralelo entre a empresa em questão e outras empresas que tenham sido avaliadas e vendidas recentemente para verificar o valor de mercado praticado por negócios do mesmo segmento ou similares.

Atenção! O Valuation fará uma estimativa do valor de mercado da empresa. E neste processo, a participação do gestor ou proprietário da empresa contratante é essencial pois quanto melhor a qualidade das informações recebidas, mais próximo da realidade ficará o valor final. Lembrando sempre que é o mercado que irá determinar o valor final, através das propostas realizadas.

Apoio total para o seu crescimento

Para descobrir o valor de mercado da sua empresa ou mesmo para contar com uma consultoria completa para apoiar seus negócios, entre em contato conosco.

AF Grupo Brasil
Rua Maestro Cardim, 1191 – Paraíso, São Paulo.
Telefone: 55 11 3253-3032
E-mail: af@afgrupobrasil.com.br