Os cartões de crédito e débito, moeda eletrônica ou meios eletrônicos de pagamentos, hoje, são as formas de pagamento mais utilizadas em todos os estabelecimentos.

Essas formas de pagamento estão tão presentes em nossas vidas que, ao entrarmos em um estabelecimento comercial, raramente perguntamos as formas de pagamento aceitas, senão no momento efetivo da compra.

Isso demonstra a naturalização dessas tecnologias de pagamento e como elas fazem parte da nossa cultura de consumo e troca de bens, se estendendo de grandes lojas de artigos de luxo até estabelecimentos de “camelôs”.

Mas, você já parou para pensar nas vantagens das formas de pagamento mais utilizadas? Se quiser saber mais sobre isso, continue lendo!

Formas de pagamento mais utilizadas e suas vantagens

Os pagamentos por meios eletrônicos ou cartões são tão vantajosos que oferecem pontos positivos tanta para quem faz o pagamento, quanto para quem o recebe. E, embora haja motivos específicos para compradores e vendedores, as vantagens são quase as mesmas.

De forma resumida, as vantagens são a segurança de não andar com dinheiro, a velocidade da transação, confiabilidade do vendedor para o comprador – que tem o recebimento garantido e necessidade menor de espaço (na carteira ou na loja) são apenas alguns deles.

Mas, agora vamos focar nas vantagens para os comerciantes, por isso destacamos as seguintes vantagens das formas de pagamento mais utilizadas:

  • Segurança no recebimento dos valores, já que os pagamentos com cartões, muito raramente não se convertem em pagamento, ao contrário do que ocorre com cheques;
  • Segurança patrimonial, na medida em que, com o recebimento em cartões, o provisionamento de dinheiro vivo no estabelecimento é mínimo;
  • Incremento nas vendas, visto que, há poucas pessoas dispostas a carregar dinheiro vivo em suas carteiras, mas com desejo de comprar;
  • Incremento nas vendas de produtos de maior valor, graças à possibilidade de parcelamento oferecida por cartões de crédito;
  • Redução de filas já que uma transação de cartão é mais rápida do que a emissão de cheque ou do pagamento em dinheiro vivo;
  • Conveniência de não ter que ir ao banco efetuar o depósito de cheques e dinheiro vivo.

Ou seja, são muitas vantagens, e além dessas existem outras dezenas relacionadas direta ou indiretamente a tudo isso. Mas, todas essas facilidades exigem um investimento e os gastos com a manutenção de tecnologia e serviços.

Fornecedores das tecnologias de pagamento mais utilizadas

As empresas responsáveis por oferecer as formas de pagamento eletrônicas com cartões ou outros métodos, são chamadas de adquirentes. Elas fornecem ‘máquinas de cartão’, sistemas de pagamento e outras facilidades.

A maneira como a Adquirente vai propor seu serviço varia de acordo com o tamanho da empresa que está solicitando o serviço de cobrança, o ramo de atividade dessa empresa e a tecnologia de captura que ela deseja usar (máquina de cartão, etc).

Em linhas gerais, as despesas para a aquisição e uso destas tecnologias é composta por custos fixos com o aluguel de tecnologia, taxas de adesão e de manutenção e custos variáveis que incidem sobre o volume de vendas com cartões.

Quais são as tecnologias existentes hoje e seus custos?

As empresas adquirentes já se popularizaram muito, visto que as tecnologias de pagamento estão em constante desenvolvimento há mais de duas décadas no Brasil. Portanto, há muitos concorrentes e um amplo mercado oferecendo essas facilidades.

Apesar disso, as tecnologias não têm variação muito grande e vamos falar das 4 tecnologias principais para as formas de pagamento mais utilizadas:

  1. A tecnologia mais utilizada entre as grandes adquirentes é o POS sem fio, ou POO. Trata-se de um equipamento operando com chip SIM Card para se comunicar através de uma operadora de telefonia móvel levando a transação até a adquirente;
  2. Além desse tipo de equipamento, existem também os POS com fio, conectado através de linha telefônica ou de banda larga para se comunicar com a adquirente;
  3. Há também serviços de cobrança em celulares smartphone, tabletes e outros que podem capturar transações digitadas diretamente nos aparelhos ou por ‘máquinas de cartão’ que se comunicam com os mobiles;
  4. Ainda, há as soluções integradas de tecnologia que permitem a interface com sistemas de controle de vendas, financeiro e de estoque, são chamadas de TEF.

Custos dos serviços e da manutenção da tecnologia

Essas soluções muitas vezes tem um custo mensal variável de acordo com o contratado.

Os custos variáveis mais comuns são denominados taxas de desconto ou MDR, do inglês “Merchant Discount Rate” (Taxa de Desconto do Estabelecimento) e variam de acordo com o ramo de atividade da loja e com o seu porte.

São taxas cobradas sobre cada transação, sofrendo variações de acordo com a negociação entre loja e adquirente. Elas variam também de débito para crédito, e para cada tipo de cliente, conforme o interesse da adquirente.

Para grandes clientes, de acordo com a avaliação da adquirente e do banco domiciliador (onde a loja mantém a conta que recebe os seus créditos de cartões), pode haver uma devolução de valores, denominada “rebate”, que varia de acordo com a negociação entre as partes (banco, adquirente e lojista).

Use essa tecnologia de forma inteligente, a seu favor!

Se interessou? Se quiser saber como fazer disso um aliado para suas vendas, fale com os especialistas da AF Grupo (clique aqui). Nós ajudamos a melhorar seus processos para atender todo tipo de cliente, de forma ágil e rápida, aumentando seu fluxo de caixa e reduzindo custos, ou até criando uma receita nova.

E se quiser receber mais conteúdos como esse, siga nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Linkedin